Plasma de argônio

slider

<h2 style="clear: inherit;">O QUE É O PLASMA DE ARGÔNIO</h2>

Depois de muito tempo que o plasma de argônio foi utilizado em vários países, chegou ao Brasil em 2009 para auxiliar na redução de peso de indivíduos operados pela técnica de bypass gástrico (Cirurgia de Capella) com reganho de peso, sendo uma solução saudável para atingir este objetivo.

plasma de argônio é utilizado para diminuir o diâmetro da anastomose que é a região por onde passam os alimentos que estão para sair do estômago e chegar ao intestino, fazendo com que o paciente se sinta saciado por um período maior que o de costume. Segundo os especialistas, com este processo é possível que ocorra a perda de aproximadamente 90% do excesso de peso que o paciente possui após a aplicação do plasma de argônio.

Durante o tratamento ocorrerá a aplicação do gás, que funciona como uma espécie de “laser com corrente elétrica”que será direcionada para o local desejado e devem ser realizadas em média, duas a três sessões de aplicação do argônio, onde deve ocorrer em intervalos de um mês e meio a dois meses entre cada sessão, para que também o organismo possa se adequar. O procedimento a ser realizado é minimamente invasivo, feito por endoscopia digestiva, sem internação hospitalar e não necessita da realização de cirurgias.

 

O que é o plasma de argônio

É uma cauterização (fulguração) da anastomose gastrojejunal realizada no intestino delgado utilizando o gás de argônio para efetuar o procedimento, promovendo a redução do diâmetro da anastomose trazendo antecipadamente a sensação de saciedade após o indivíduo se alimentar.  O plasma de argônio é um método muito moderno e utilizado em vários locais do mundo.

A melhor solução para quem realizou a cirurgia bariátrica é efetuar a aplicação do plasma de argônio, pois com a sua aplicação, avaliação psicológica e uma reeducação alimentar o peso corporal pode ser controlado, auxiliando na obtenção de uma melhor qualidade de vida naqueles que reengoradaram.

Confira algumas vantagens em realizar o tratamento com o plasma de argônio:

  • Altamente seguro, com baixa incidência de complicações.
  • Tratamento realizado de forma ambulatorial, sem internações
  • Resultados satisfatórios com poucas sessões
  • Tratamento pouco sintomático
  • Tratamento realizado através da endoscopia
  • Custo relativamente baixo, quando comparado a outros procedimentos.
  • Sem a necessidade de afastamento das atividades cotidianas.

 

Como é realizado o procedimento com o plasma de argônio?

Sendo realizado por endoscopia sob sedação leve, o tratamento é acompanhado pelo médico anestesiologista e pode durar aproximadamente dez minutos uma sessão, e cerca de cinco minutos as próximas sessões.  O tratamento é realizado de forma que não proporciona dor ou qualquer desconforto para o paciente, uma vez que estará sedado, promovendo ainda a ausência do internamento sendo realizado como um tratamento ambulatório, o paciente pode receber a alta do médico cerca de 30 minutos a 1 hora após o encerramento da sessão.

Com o tempo pode ocorrer a dilatação da costura entre o estômago operado e o intestino (anastomose) e o plasma de argônio tem por objetivo atuar nesta região causando a redução de seu diâmetro novamente.

A anastomose é de forma simplificada, a emenda cirúrgica que ocorre entre o estômago reduzido e o intestino delgado, que deve ser de aproximadamente 10 a 12mm e com o tempo a dilatação pode ocorrer naturalmente permitindo a passagem facilitada do alimento ingerido.  Com a utilização do plasma de argônio a anastomose terá uma redução em seu diâmetro, trazendo a saciedade e auxiliando na perda de peso.  

Uma das vantagens do procedimento que utiliza o plasma de argônio é que o procedimento apresenta baixa incidência de riscos e é bem tolerado por todos os pacientes que realizam o tratamento desta forma. A realização frequente destes procedimentos tem como objetivo a utilização desta técnica com um alto nível de alcance entre aqueles que necessitam de auxilio para a redução de peso sendo utilizada no vasto arsenal terapêutico, disponível para diminuir o número de obesos existentes no Brasil e no mundo.